top of page

Será que Realmente Valorizamos As Nossas Crianças? - Um Novo Olhar no Dia Mundial da Criança

Atualizado: 4 de jan.



Sabias que, segundo a UNICEF, os primeiros anos de vida são os mais cruciais para o desenvolvimento emocional e cognitivo de uma criança? De fato, as pesquisas indicam que 90% do desenvolvimento cerebral ocorre antes dos cinco anos de idade. No entanto, na nossa sociedade acelerada, quantas vezes paramos para refletir se estamos realmente a apoiar esse desenvolvimento de forma efetiva? No Dia Mundial da Criança, é tempo não só de celebrar, mas de nos questionarmos seriamente: estamos genuinamente a cuidar e valorizar as nossas crianças?


Muitas vezes, instituições e profissionais declaram o seu compromisso com o "supremo interesse da criança", mas será que as ações quotidianas refletem verdadeiramente estas palavras? Estudos da área da psicologia do desenvolvimento, como os realizados pelo Dr. John Bowlby e Mary Ainsworth sobre a teoria do apego, mostram que a qualidade das interações iniciais entre as crianças e os seus cuidadores tem um impacto significativo no seu desenvolvimento emocional e social. Observamos com frequência escolas e educadores mais preocupados em criar projetos do que em formar relações genuínas e responder às verdadeiras necessidades das crianças e das suas famílias. Se o nosso desejo é verdadeiramente celebrar a infância e a criança neste dia especial, devemos avaliar se as nossas ações estão alinhadas com as nossas palavras e sentimentos.


É paradoxal afirmar que respeitamos a criança enquanto limitamos a participação ativa dos pais nas escolas. A colaboração entre escola e família é essencial para o desenvolvimento saudável da criança. Restringir o envolvimento dos pais significa perder a chance de estabelecer relações de confiança e respeito, e de entender as necessidades individuais de cada família.


Educadores verdadeiramente comprometidos com a infância entendem que a educação e o cuidado da criança são responsabilidades compartilhadas. A escola deve ser um ambiente acolhedor, onde as crianças se sintam valorizadas, amadas e respeitadas.


Ao envolver os pais, criamos um ambiente inclusivo e colaborativo. A diversidade de cada família deve ser respeitada, reconhecendo que as suas necessidades e valores podem ser distintos. Só assim podemos fornecer apoio personalizado, abraçar a diversidade e valorizar a contribuição de cada um.


Além disso, as escolas devem ser proativas no fornecimento de recursos e apoio às famílias, capacitando-as no papel crucial de cuidadores e educadores dos filhos.


Defender a infância e o respeito à criança implica reconhecer a importância da parceria entre escola e família. Criar um ambiente enriquecedor, atender às necessidades emocionais, sociais e educacionais das crianças de maneira holística.


Num mundo acelerado, lembramos que a infância é um período mágico e único. No Dia Mundial da Criança, vamos além das palavras: vamos agir em prol do bem-estar das nossas crianças, investir no seu desenvolvimento integral e valorizar cada momento da sua infância.


Como Podemos Fazer a Diferença?


1. Ambiente Acolhedor: Criem espaços seguros e inclusivos, onde as crianças se sintam amadas e valorizadas.

2. Respeito ao Vínculo: Valorizem o período de adaptação e a formação de laços afetivos nas instituições.

3. Desfralde Respeitoso: Respeitem o processo individual de desfralde, evitando pressões desnecessárias.

4. Valorização do Descanso: Reconheçam a importância do sono e proporcionem espaços adequados para sestas.

5. Relações Positivas: Incentivem relações de qualidade entre educadores e crianças.

6. Flexibilidade de Horários: Ofereçam opções de horários escolares que se adaptam às necessidades das famílias.

7. Participação dos Pais: Promovam a verdadeira escuta e a inclusão dos pais nas decisões e atividades escolares.

8. Celebração das Conquistas: Valorizem as conquistas das crianças, fortalecendo o sentimento de pertença e reconhecendo a diversidade cultural.


Estas são iniciativas simples, mas transformadoras, que podem melhorar significativamente a vida das crianças e suas famílias.


Partilha as tuas ideias connosco! Juntos, podemos fazer a diferença. FELIZ DIA DA CRIANÇA!


Comments


bottom of page