top of page

O segredo para manter as resoluções do Novo Ano

Atualizado: 31 de jan. de 2021

Que 2021 seja um ano de harmonia e descobertas! Bom ano!

Fizeste uma resolução de ano novo? Talvez fazer (ou fazer mais) exercício ou então evitar gritar? Sabias que vários estudos mostram que estas são as resoluções # 1 dos pais, mães no inicio de cada ano?


Se fores como a maioria de nós, tens a experiência de tomar uma decisão apenas para desistir frustrado(a) e desiludido(a) contigo mesmo(a) passadas poucas semanas. Podes mesmo estar com vontade de desistir, e estamos apenas a 11 de janeiro!


A verdade é que a maioria das resoluções de ano novo falha. Não porque não tenhamos força de vontade suficiente ou não nos esforcemos o suficiente. Mas, porque o que estamos a tentar fazer é DIFÍCIL. Se fosse fácil, não seria necessária uma resolução de ano novo! De certeza que seria parte de nós.


A segunda razão pela qual não mantemos as nossas resoluções é que a maioria das resoluções é um desejo sim, mas não temos um plano. Para realizar algo difícil, precisamos dividi-lo em pequenas etapas - um plano passo a passo - e termos apoio para realizar cada etapa. E também não nos podemos esquecer de continuar a avaliar os progressos, para não desistirmos quando tivermos um contra-tempo.


E a terceira razão pela qual as resoluções murcham sem dar frutos é que na maioria das vezes, não temos apoio suficiente. Não pedimos ajuda. Também raramente nos comprometemos realmente, em voz alta e em público. O que significa que a nossa resolução nunca terá a chance de criar raízes, pois não temos de "prestar contas a ninguém", se falharmos quem saberá?


Portanto, a má notícia é que as resoluções só por si, não são suficientes. A intenção é apenas o primeiro passo. Mas isso não significa que devemos simplesmente desistir e encarar toda a ideia das Resoluções de Ano Novo como uma tradição, que não é para levar muito a sério... Todos sabemos que podemos criar mudanças em qualquer momento, mas há algo sobre o começo simbólico do novo ano que nos dá um impulso extra. Nós pelo menos sentimo-lo!


A boa notícia é que alguns de nós cumprimos mesmo as nossas resoluções de Ano Novo. O que podemos aprender com esses "alguns"?


1. Ter um plano

Por exemplo, se o teu plano é escrever um post todos os 15 dias ( só um exemplo...) primeiro começamos por decidir em que dias vamos escrever, escolher um horário, ler e pensar sobre o que queremos escrever. Se o teu plano é fazer exercício, o mesmo, decidir o horário, os dias e que tipo de exercício queremos fazer. Ou, se for algo menos físico como parar de gritar, analisar quando gritamos e ver o que nos pode ajudar. Dormir mais cedo para estarmos menos irritadiços? Tentar estar atento aos gatilhos que desencadeiam esse comportamento?


2. Escolhe uma resolução de cada vez

Queres parar de gritar com os teus filhos, ficar mais em forma ou teres mais tempo para ti? Isso é maravilhoso mas são muitos desafios de uma só vez! Não tentes fazer tudo de uma só vez. Escolha uma mudança que te pareça mais exequível e compromete-te com ela, este é o primeiro passo. Neste caso talvez o ter mais tempo para ti seja o ideal para começar, pois isso ajudar-te-à a estares mais calmo(a) e estável emocionalmente, o que resultará em que estejas mais tranquilo(a) nos momentos com os teus filhos pois sentes-te mais realizado(a). Estabelece uma meta específica com um plano passo a passo e responsabiliza-te por isso. Talvez o tempo para ti se possa até acoplar ao fazer exercício, ir ao ginásio, aulas de dança ou yoga, artes marciais...? Se sim óptimo, se pelo contrário, sentes que o tempo para ti teria de ser algo mais artístico, intelectual ou espiritual, foca-te num passo apenas!

Mas em seguida, coloca as outras metas no teu calendário como as próximas etapas, talvez para começar daqui a um mês ( os estudos dizem que um hábito demora 21 dias a ser quebrado, mas os mesmos estudos também dizem que demora 66 dias a enraizar um novo hábito, por isso não desanimes e dá-lhe tempo!).


3. Aprofunda as tuas resoluções

Porque queres alcançar esta mudança? O que será diferente na tua vida quando conseguires isso? Imagina como será a tua vida assim que alcançares este teu objectivo, para ajudar a estimular e programar o teu subconsciente.

Vontade feroz + Intenção = Resolução


4. Compromete-te no papel e em público

Assim que definimos uma intenção, o universo alinha-se para nos apoiar. Encontramos recursos que nem suspeitávamos ter disponíveis, tanto dentro como fora. Portanto, sê corajoso(a) e di-lo em público - conta à tua família e/ou amigos a tua intenção. Ao teres exposto a tua resolução sentes um impulso maior de realizá-la pois terás pessoas a perguntarem-te como está a correr e a incentivarem-te, digamos que criamos um "alarme" exterior para nos manter no caminho.

Também ajuda anotar as tuas intenções e colocá-las num diário. Mesmo! A ciência já provou que os pensamentos que escrevemos e "carregamos connosco" têm maior probabilidade de florescer.


5. Esmiuça o teu plano.

Como já dissemos a melhor maneira de alguém atingir um objectivo é dividi-lo em pequenos passos e completá-los um dia de cada vez. Como encontrarás apoio para cumprir a tua resolução? O que farás para atingir o teu objetivo? Se o teu plano é parar de gritar, por exemplo, como podes encontrar suporte diário para não quebrares a resolução? O que farás no momento em que começares a perder o controlo? Como medirás o teu sucesso?


(Queres mais apoio? Envia-nos um email para saberes pormenores do nosso Curso Pais Sãos - a começar EM BREVE. A ideia deste curso é oferecer suporte intensivo na descoberta das tuas emoções; descobrir quem és tu como figura parental, conectares-te com o teu eu interior e simultaneamente com os outros ao teu redor).


6. Dá um pequeno passo todos os dias.

Atribui a ti mesmo(a) uma missão razoável para cada dia, como: "Vou ter uma tarde por semana livre", ou "Quando perceber que estou a ficar irritado(a), PÁRO, LARGO (o que estiver a fazer) e RESPIRO!", etc... Pode ser a mesma missão todos os dias.

Ou talvez precises começar com algo ainda mais rotineiro: "Vou para a cama meia hora mais cedo todas as noites."

Coloca as tuas tarefas diárias na tua agenda ou diário. Cada dia que triunfas no teu plano, torna o dia seguinte mais fácil. E vai vendo o progresso!


7. Um dia de cada vez.

Um ano equivale a 365 oportunidades para voltar ao caminho! Todos os dias, ao acordar, precisas de te comprometer novamente. As grandes mudanças são assustadoras ( e é fácil desanimar ). Se a mudança fosse fácil, há muito tempo que já farias aquilo a que te estás a propor!

Portanto, concentre-se no hoje, no agora.

É muito difícil, mas vai tornar-se mais fácil. Hoje consegues uma hora, amanhã uma tarde e daqui por uns dias uma semana! Não importa o quanto alcançaste mas a consistência das decisões.


8. Cria um hábito

A maioria das resoluções descarrila porque não são sustentadas por um tempo suficiente para criar um novo hábito. Os hábitos precisam ser repetidos diariamente, por pelo menos 21 dias, para serem quebrados. Se queres religar o teu cérebro para parar de gritar, por exemplo, isso geralmente leva pelo menos 2 meses ( os tais 66 dias: 22 dias para quebrar, 22 para instalar e 22 para integrar). Insiste todos os dias e toma uma atitude positiva em direcção ao teu objectivo. Não desanimes se a tua Resolução não der frutos durante o primeiro mês. Mas de certeza que já vês uns "botões" a despontar! E não te esqueças, comemora cada pequeno progresso na direção certa.


9. E aqueles dias em que "estragamos" tudo?

Claro que esses dias vão acontecer! Perdoa-te antecipadamente. Faz um plano agora para que possas voltar ao caminho certo nos momentos difíceis. Lembra-te de que, se aprenderes com esses momentos em que não estás a conseguir, já não está tudo perdido. Na verdade, se isso te mantém no caminho daqui para a frente, é uma vitória.

Então, em vez de te punires, usa esses momentos como uma oportunidade para fazer duas perguntas:

O que me teria ajudado hoje a manter minha resolução?

Como posso encontrar esse apoio de agora em diante?

Por exemplo, se a tua intenção é parar de gritar com teu filho e perceberes que ele está sempre impaciente na hora de dormir, repensa a tua rotina nocturna. ( se queres sugestões e ajuda junta-te ao nosso encontro dia 30, vê os eventos!).


10. Rever e Avaliar.

Reavalia o teu plano conforme sentires que é necessário.

Verifica o teu plano todos os dias. Dá a ti mesmo(a) um generoso reforço positivo cada dia que deres um passo à frente - o que deve ser frequente, se estás a por em prática apenas uma pequena tarefa por dia. Anima-te a cada passo.

Não está a resultar? Talvez precises de um pouco de amor-próprio! Lembra-te de que o teu comportamento é impulsionado pelas tuas necessidades e sentimentos. Explora-o, o que estás tu a precisar? O auto-cuidado é essencial para uma paternidade sã, positiva e consciente. Encontra o apoio de que precisas para ajudar-te a tornar a tua intenção uma Realidade!


E nós acabámos de por em prática uma das nossas resoluções de ano novo. E tu? Conta-nos as tuas resoluções no fórum e ajuda-nos a apoiar-te nesse teu caminho.

https://www.ucl.ac.uk/news/2009/aug/how-long-does-it-take-form-habit


1 Yorum


Fatima Gomes
Fatima Gomes
11 Oca 2021

Adorei esta vossa/nossa conversa!

Beğen
bottom of page